"Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça. Eu assim vos constituí, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vos conceda."João 15,16

Seguidores

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Palavra de Deus: Espada do Catequista



“A Palavra de Deus é a árvore da vida a oferecer-te por todos os lados o fruto abençoado, é semelhante a um rochedo fendido no deserto que, por todo lado, jorra uma bebida espiritual” (Santo Efrém, diácono).
Queridos Catequistas, hoje na Catequese, com todas as dificuldades que enfrentamos, não podemos nos dar o luxo de ir ao combate sem a Espada de Deus, que é a Sua Palavra. O Catequista deve ser íntimo da Palavra do Senhor. Nossa linguagem não pode ser outra que não a linguagem bíblica. Homens e mulheres da Palavra e de palavra. Homens e mulher de leitura, meditação, reflexão e contemplação assídua da carta de amor de Deus a cada um de nós. E Deus a cada dia tem uma coisa nova para nos revelar. Por isso, a Igreja usa de sua inspiração divina, e a cada dia nos oferece uma nova Palavra de Deus a ser colocar em prática.São Paulo no sua primeira carta aos Tessalonicenses nos orienta que é necessário dar graças a Deus todos os dias, porque Deus nos deixou a Sua Palavra. Ouvir e acolher não como palavras de homens, mas como realmente vindo da boca do Pai Amado (cf. I Ts2, 13-14). E quando acolhemos essa Palavra com amor, Ela age de maneira eficaz em nossa vida, convertendo-nos, e através do nosso testemunho convertendo os nossos catequisandos, familiares, vizinhos e a comunidade catequética no seu todo.
Quando animada pela Palavra de Deus, a comunidade tem mais alegria, confiança e certeza que o Catequista é uma pessoa de Deus, amiga de Jesus e, é impulsionada pelo Espírito Santo. Não podemos esquecer-nos de Maria, que fez a vontade de Deus, da Sua Palavra. E num pequeno ‘SIM’, tornou humano o que era divino. Que na sua sabedoria guardava tudo no seu coração.Aquele que lê as Escrituras torna-se imitador de Jesus. E para ser como Jesus, fazer seus atos, ter seu olhar, falar como Ele, fazer seus feitos, só conseguiremos quando seguirmos os conselhos de São Tiago, na sua carta, que diz: “Não podemos ser apenas ouvintes, mais praticantes da Palavra de Deus”(Tg 1,22). A Catequese sem um espaço para a Palavra de Deus fica longe de uma evangelização séria e que dará frutos.

Desejo a todos os Catequistas que tenham fome e sede da Palavra do Senhor.
Encontramo-nos na oração!
Seminarista Alex Sandro Serafim

2 comentários:

Angela disse...

Oi, Patrícia!
Linda postagem!
A Palavra de Deus é bálsamo para os nossos corações e segurança para a nossa alma.
Que o seu carnaval seja abençoado pela luz de Deus!
Com carinho,
Angela

nospassosdejesusamor.blogspot.com

Renata disse...

Oi Paty!!! Estou tentando colocar as visitas em dia, mas com essa minha conexão não está fácil rsrssrsrs Saudade de vc amiga, bjo!