"Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça. Eu assim vos constituí, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vos conceda."João 15,16

Seguidores

quinta-feira, 22 de março de 2012

Pequeno Dicionário de Humor Infantil


Como é importante para nós Catequistas compreendermos a linguagem da criançada (Rssss), por isso, eis ai o seu dicionário!





Alegria: É um palhacinho no coração da gente.
Amar: É pensar no outro, mesmo quando a gente nem tá pensando.
Abstrato: Sim, eu sei o que é abstrato. Esta sopa, por exemplo, leva abstrato de tomate.
Adulto: É uma pessoa que não entende de chuva, criança ou bala.
Boca: É a garagem da língua.
Bússola: É uma coisa que toda criança deveria ter.
Cabelo: É uma coisa que serve para gente não ficar careca.
Calcanhar: É o queixo do pé.
Cobra: É o bicho que só tem rabo.
Chocolate: É uma coisa que a gente nunca oferece aos amigos porque eles aceitam.
Cinema: É um lugar onde a gente come pipoca.
Dia: Hoje é amanhã de ontem.
Estudioso: Ser estudioso é pensar pouco e decorar muito.
Esperança: É um pedaço da gente que sabe que vai dar certo.
Fé: É uma menininha, na praia, esvaziando o mar com um baldezinho de plástico furado.
Gêmeas: Duas meninas de cara repetidas.
Ilha: É um morro que caiu dentro do mar.
Juízo: É fazer tudo o que mamãe acha que tá certo, mesmo quando está errado.
Jardim zoológico: O bicho que eu mais gostei, no jardim zoológico, foi o vendedor de sorvete.
Lógica: Uma nota de dez rasgada no meio não dá duas de cinco, dá?
Mentira: (ouve-se o estraçalhar de um vidro do banheiro e o menino grita)  - “É mentira do barulho!” Mãe: Quando você era menina, quem era minha mãe?
Noite: É o dia com luz apagada.
Namorado: É uma pessoa que tem medo do claro.
Nevoeiro: É a poeira do frio.
Paciência: É uma coisa que a mamãe perde sempre.
Rede: É uma porção de buracos amarrados com barbante.
Reflexo: É quando a água do lago se veste de árvores.
Relâmpago: É um barulho rabiscado no céu.
Saudade: É quando uma pessoa que devia estar perto está longe.
Sono: É saudade de dormir.
Sol: Eu não errei na prova. Só disse que o sol nasce no nascente e dorme no dormente.
Tristeza: É uma criança com gesso no pé sem assinatura.
Vocação: É a voz do papai.
W: São dois vês que nasceram gêmeos.
Y: É uma letra parecida com um estilingue. 

Rsss... Como é bom ser criança. Como é bom deixar as crianças serem crianças. Como é bom quando a gente não complica. Catequistas, sejam amigos das crianças.

Encontramo-nos da oração!
Seminarista Alex Sandro Serafim.

3 comentários:

Renata Rossini disse...

Que fofo, vou copiar rsrs
Bjs Paty

Pãozinho do Céu disse...

Linda postagem Paty...Amei

Seu bloguinho está lindo!!

Abraço Fraterno e um
lindo dia Abençoado!!

Com Carinho,
Sueli - Pãozinho do Ceu

Roberto Garcia disse...

Oi Paty... estes últimos dias estão bem corridos para mim, por isso estou meio sumido... mas estou passando aqui para dizer que não me esqueci de vc viu? rsss
Um beijão e que Deus esteja sempre com vc, ok? Ah, e dá um beijão na Milena por mim, ok?
Um mega neijão e um abração bem apertado do sempre amigo
Roberto Garcia